Flordelis se revolta após revelação bombástica sobre assassino do pastor Anderson e toma atitude inacreditável

0
55
A deputada federal Flordelis e o seu esposo, o Pastor Anderson do Carmo, (Foto: reprodução)

Apontada como uma das suspeitas no assassinato do pastor Anderson, Flordelis exonerou outras duas pessoas que trabalhavam em seu mandato como deputada

As investigações envolvendo o assassinato do pastor Anderson do Carmo, marido da missionária evangélica e deputada federal Flordelis (PSD-RJ), continua em curso, mas já causou rachaduras significativas no âmbito familiar da parlamentar.

De um lado, Flordelis é apontada como uma das principais suspeitas de envolvimento na morte do pastor Anderson, assassinado em junho com vários tiros na entrada de sua residência em Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro. Do outro, a evangélica acusa um de seus filhos adotivos, o vereador Misael, de estar influenciando os irmãos a deporem contra ela.

Enquanto os investigadores não chegam a uma conclusão final, Flordelis continua atuando como deputada federal. No entanto, a missionária está promovendo uma verdadeira limpa em seu gabinete e, após exonerar a esposa de seu próprio filho, a parlamentar colocou para fora dois pastores que saíram de sua igreja nos últimos meses, em meio à polêmica da morte do pastor Anderson.

De acordo com informações do site do jornal Extra, Querley Libério de Araújo e Rení Rodrigues de Moraes eram secretários parlamentares desde o início do mandato, em fevereiro deste ano, e agora acabaram sendo exonerados.

View this post on Instagram

A avalanche de inverdades e versões distantes da realidade dos fatos continua: O Jornal O Fluminense (@ofluonline) publicou hoje uma matéria com a informação de constar dos inquéritos minha atitude de atrapalhar as investigações. Isso não está no relatório conclusivo do inquérito e não poderia estar, porque, em nenhum momento tentei atrapalhar as investigações. Muito ao contrário disso, tenho colaborado para que esse caso seja definitivamente solucionado e eu possa ter descanso.

A post shared by Flordelis ⚜ (@flordelismk) on Aug 28, 2019 at 10:57am PDT

Desde que o nome de Flordelis foi apontado como um dos suspeitos de ter participação no assassinato, não foram apenas os dois pastores acima citados que preferiram se desvincular da instituição religiosa criada pela deputada; além deles, alguns fieis também pararam de frequentar o espaço, e a missionária foi obrigada a fechar uma das unidades.

Presos

Até o momento, duas pessoas estão presas por participação no crime que tirou a vida do pastor Anderson: Lucas e Flávio, ambos filhos de Flordelis com o evangélico.

Flávio é acusado pela Justiça de ter atirado no padrasto (ele é filho biológico de Flordelis, fruto de um relacionamento anterior da parlamentar); Já Lucas responderá por ter ajudado o irmão a comprar a arma do crime. Os dois já são considerados réus, uma vez que o Ministério Público do Rio de Janeiro aceitou denúncia feita pela Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo no dia 14 de agosto.

View this post on Instagram

Essa foi uma de nossas últimas fotos, meu amor. Seis dias depois, tiravam você de mim😭. Quatro meses já se passaram… Alguns já esqueceram, outros criam especulações, mas só Deus sabe a dor em minha alma em não ter você aqui comigo. Tudo irá se esclarecer, e eu continuarei o seu legado aqui na terra. Te amo, meu Niel!♥

A post shared by Flordelis ⚜ (@flordelismk) on Oct 16, 2019 at 5:06am PDT



Fonte:

Leave a reply